Você esta em: Home seta Perguntas Frequentes
  • Diminuar tamanho da letra no site!
  • Usar fonte padrão no site!
  • Aumentar tamanho da letra no site!
Perguntas Frequentes Imprimir E-mail

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE DANÇA DE SALÃO




• Quanto tempo devo fazer aulas?

Você entrará em turma e participará até que seus objetivos sejam atingidos. Isso pode variar de 4 à 12 meses à dançar eternamente! Você decide: aprender a Dançar um "pouquinho" ou aprender mais e mais e fazer bonito no salão! Acreditamos que a Dança de Salão deve ser uma prática constante e de aprendizado contínuo. Por isso, nossas turmas são variáveis, dependendo da vontade do grupo.


• Quais Gêneros estudamos em cada turma?

Turmas clássicas de Danças de Salão: Bolero, Samba de Gafieira, Forró, Soltinho e Sertanejo.

Turmas específicas de Danças de Salão (DS):

DS Sertanejo e Pagode.

DS Salsa e Zouk.

DS Tango

DS Gaúcha, Valsa, Fox Trot entre muitos outros gêneros, consulte aulas particulares e turmas especiais.

 


• As aulas iniciantes são iguais em todas as turmas? Se eu fizer dois dias, vou ver os mesmos conteúdos na outra turma?

Neste caso deve-se sempre analisar há quanto tempo a turma começou. Se começou junto com a sua, imagina-se que o conteúdo seja semelhante. Porém, existem turmas que evoluem de um jeito e outras de outros. Fazer duas vezes ou mais por semana tem um aproveitamento muito superior e mais rápido.


• Posso escolher os rtimos que vou aprender?

Você poderá escolher entre Gaúchas, Sertanejas, Tango, Salsa e Zouk ou todas as Danças de Salão (Bolero, Samba, Forró, Rock, Valsa).
O mais aconselhável é que se inicie com Bolero, Samba e Forró.
Se realmente o interesse for a algo mais específico você pode fazer aulas particulares, turmas específicas ou os work shops; ou então montar sua própria turma com 5 casais no mínimo, para fazer aquele ritmo específico.


• Quando entra aluno novo a aula retrocede no conteúdo?

Não, a aula segue normal e o aluno novo tem que se adequar ao conteúdo ou fazer aulas de reforço.


• A turma já está em andamento, vou acompanhar ? Vou ficar perdido? Eu não sei nada.....

Neste caso, aconselha-se que o aluno faça aulas de reforço para acompanhar a turma ou então, tenha atenção especial na aula.


• Eu não sei nada será que vou aprender?

Com certeza! Aqui o aprendizado é garantido. Os melhores métodos de ensino-aprendizagem e didática de aula são realizados por nossos professores. Temos professores graduados e com especializações super qualificadas com profissionais renomados no mundo inteiro.


• Tem muitas pessoas na turma? É muito cheio?

As turmas são adequadas à quantidade de professores ou instrutores presentes nas aulas.


• Eu não tenho par, vai ter par para mim?

Pode vir fazer sua aula tranqüilo(a). Temos os(as) bolsistas que são alunos que ficam á disposição para formar pares durante as aulas.
Lembre-se:

-aqueles que trouxerem o par têm desconto na mensalidade!

-o bolsista ou instrutor vai participar para formar pares, nenhum aluno terá exclusividade com bolsista. Quem não tem par fixo, pode se revesar contantemente.


• Vou acompanhado(a) e não quero trocar de parceiro!

Você vai dançar bastante com o seu parceiro (a). Mas às vezes será necessário trocar para que o casal não crie vícios, ou até mesmo para resolver algum desentendimento que possa aparecer em relação a algum passo. Mas sempre dentro da vontade de cada casal.


• Qual roupa, qual sapato devo usar para a aula?

Você deve se sentir à vontade para dançar. O aconselhável é: não usar muita roupa, muitos casacos e ser confortável.

Quanto aos calçados, aconselha-se calçados de couro na parte da sola e confortáveis. Vendemos os sapatos adequados para as aulas.  Se for dançar de tênis, que seja com o solado mais seco, para poder deslizar, isso é o que mais importa. Mas sem restrições.


• Como funcionam as aulas particulares?

As aulas particulares são conforme o aluno ou os alunos (casal) desejarem. Pode ser feito no horário que ele escolher, com os ritmos que ele escolher. Rende bastante, mais do que em grupo e você escolhe ritmo, andamento e necessidades. Uma ótima opção para coreografias de casamentos, 15 anos, formaturas, bodas e eventos em geral.


• Como são as aulas? É um ritmo por aula? Se eu perder uma aula fico sem aquilo que foi dado? Porque se recuperar em outra não é o mesmo conteúdo?

Se você perdeu uma aula, na seguinte, normalmente são revisados rapidamente os ritmos anteriores. Caso o aluno falte uma aula, não há problema em participar da aula seguinte sem rever os conteúdos perdidos. Mas se perder várias deve conversar com seu profe para recuperar.


• Em quanto tempo eu aprendo a dançar?

A Dança de Salão é a pratica de dançar a dois, preservando a cultura de cada estilo como: Bolero, Samba, Forró, Salsa, Zouk, Tango, Valsa, Soltinho e outros.
Dançar é também uma fonte de conhecimento e entretenimento. Quanto mais tempo, mais conhecimento e mais prazer ao dançar. O tempo é relativo a cada aluno e a quantas vezes por semana fizer aula.
O Via Attiva Espaço da Dança possui um método próprio com conteúdo sequencial de aulas. Cada gênero (estilo de dança) tem um conteúdo programático que vai se desenvolvendo na turma. O conteúdo iniciante de cada gênero varia de 3 a 4 meses, dependendo de vários fatores. Mas devemos lembrar que dançar é praticar constantemente a arte e a cultura de cada estilo, tendo prazer neste aprendizado.


• O aluno pode entrar a qualquer hora nas turmas? 

Sim. O Aluno pode entrar quando quiser. Porém, se estiver prejudicado no conteúdo (por a turma estar muito adiantada) é aconselhável que faça aulas de reforço a fim de recuperar o conteúdo perdido.


• Tenho muita dificuldade em me mover e tenho vergonha de dançar em grupo. O que devo fazer?

O aconselhável que você  inicie com aulas particulares, somente com o professor e mais tarde se insira num grupo para desenvolver melhor sua socialização.


• Onde posso praticar a Dança de Salão?

Mensalmente realizamos bailes e festas onde todos podem se divertir e praticar a dança. Também existem eventos fora do Via Attiva os quais indicamos para dançar (balies, boates, barzinhos...)


  • Pequeno dicionário dançante - Ritmos e Filmes


Bolero - considerada extremamente romântica porque os casais ficam juntinhos e rodopiam pelo salão.

Forró - dança nordestina, hoje dividida entre o forró tradicional (com casais mais grudados) e universitário (que incorpora giros e figuras conduzidas pelos braços). É a mais popular das danças hoje no Brasil.

Samba de gafieira - originária do Rio de Janeiro, traz toda a malandragem e ginga do carioca em desenhos belíssimos, onde o casal faz grandes deslocamentos na pista.

Soltinho - a versão carioca para o rock´n´roll, mais lenta que o original, é especialmente indicada para dançar aqueles antigos sucessos dos anos 80 e para o pop brasileiro.

Sertanejo - gênero popular brasileiro que ganhou muita força nos anos 2000 com muitos novos cantores, tornando-se muito tocada em qualquer festa. Na Dança, ainda busca uma identidade. Em cada região do Brasil dança-se de formas diferentes. No Rio Grande do Sul, dança-se mais parecido com vanerão, dando um toque de forró, com muitas variações de passos.

Salsa - mistura de ritmos afro-caribenhos, hoje é dançada em dois estilos: cubana (mais requebrados e dançada em curvas) e Los Angeles (dançada em linha com giros mais rápidos). Para quem já dança um pouco.

Tango - a dança mais famosa da Argentina, virou febre nos EUA depois do filme Perfume de Mulher. O que nos faz pensar em porque o samba também não é difundido lá fora? Será falta de investimento no turismo e cultura dos brasileiros?

Zouk - novo nome para a decadente lambada, mas agora está mais elaborada e bem mais sensual. Também recomendada para avançados.

 

 

Para INSPIRAR AS SUAS AULAS DE DANÇAS DE SALÃO:

Quatro filmes para inspirar suas aulas: O MELHOR - Dança Comigo: filme japonês de 1996, depois adaptado na América em 2004 com Richard Gere no papel principal. Nas duas versões, a história de um homem bem-casado e bem posicionado na vida, que busca a dança para escapar do tédio e da rotina do dia-a-dia. O destaque vai para o colega de trabalho do personagem principal, que já é dançarino.No Japão ele era considerado esquisito. Nos EUA, gay.

O BREGA - Vem dançar comigo (1992): primeiro filme de Baz Luhrmann, diretor de Moulin Rouge, pode ser considerada a obra cinematográfica mais cafona já feita. Tão brega que diverte. Passada numa escola de dança para competidores, aqui sim você vai ver babados e lantejoulas. Na trilha sonora, a terrível Love is in the air de John Paul Young.

O CLÁSSICO - Os Embalos de sábado à noite (1977): dizem que a discoteca acabou com a dança em casal já que a música permitia que cada um bailasse sozinho, mas convenhamos Tony Manero é o cara! Até caminhando o cara tinha ginga. E mais, era respeitado por todo mundo porque sabia dançar.

O RIDÍCULO - Será que ele é (1997): não é um filme sobre dança e sim uma comédia sobre um cara que tem dúvidas sobre sua sexualidade. Acontece que a cena do curso em fita cassete de como ser macho é simplesmente impagável. Especialmente quando o narrador diz: "Pense em John Wayne. Pense em Arnold Schwarzenegger. Arnold não dança. Ele mal anda". Você também vai pensar assim?


Venha Dançar conosco!
Via Attiva  | Oito Tempos tem muita Dança de Salão!
Consulte tabela de horários

 

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail as últimas novidades!

Nome:

E-mail:
Assinar
Cancelar assinatura

Enquete

O que você acha do nosso atendimento?